top of page

INOVAÇÃO NO RS, SEM DESBUNDES – I

Pensar a I.A. pelo lado positivo e também negativo é um dever ético.

Enganar pessoas com eventos publicitários travestidos de científicos é moralmente condenável para quem os inventa.

Depois de algumas exposições que fiz sobre o South Summit e o Gramado Summit, com o desbunde gaudério com estas efemérides, adubadas com recursos públicos, perguntei por que razão até hoje não houve uma “Campus Party” no Rio Grande do Sul.

Afinal, perguntar não ofende.

Inicio, agora, uma série de resgates sobre a Ciência e a Tecnologia no Rio Grande do Sul, começando pelas Universidades.

TECNOPUC

O Tecnopuc é composto por 250 Organizações; 900 Startups apoiadas e tem 6.500 pessoas envolvidas localmente.

O Tecnopuc é um gigante moderno que ocupa uma área de mais de 90 mil m² de área construída, que na maior parte do Séc. XX abrigava Regiminhos do Exército, como baias de cavalos. Tem o espaço de Tecnologia de Saúde, o Tecnopuc originário e uma área em Viamão.

O Tecnopuc está dentro do Campus Universitário, onde há, por exemplo, o reconhecido Museu de Ciência e Tecnologia.

Quanto foi investido para este espaço permanente? São duas décadas de formação de mentes, capacitação de jovens, de criação de empresas modernas, muitas começando como incubadoras e startups.

É indecente se falar de South Summit e Gramado Summit como se tivéssemos descoberto a roda da carroça.

Da Batalha de Grunwald onde 50 mil soldados “armados” com machados até o ChatGPT vão milhas e quilômetros de idas e vindas, de dias infindáveis de pesquisas, de noites insones.

Logo, ouvir uma jovem de uma Universidade em vídeo dizer que o South Summit é um dos maiores eventos de inovação do mundo é um atestado cabal de que as coisas vão muito mal, pelo menos na comunicação.

Tem empresas transnacionais desde o início, tem jovem estudante das áreas da informação, de vários ramos da tecnologia, compartilhando espaços, como há instituições.

Tem laboratórios múltiplos, criação audiovisual, tem desenvolvimentos de P&D, tudo o que a pessoa possa imaginar na criação científica.

Um caso a parte é a área de saúde. Esta vai merecer um tratamento especial em breve.

O Tecnopuc não é único. É real. Como este Centro a UFRGS tem seu Zenit, Parque Científico e Tecnológico, tem a sua Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico – SEDETEC, como o Centro de Empreendimentos em Informática – CEI.

Temos na Região Metropolitana, o Lassale em Canoas, a Unisinos, a Fevale.

Recentemente o governo de Canoas decidiu terminar com o CanoasTec, porém o prefeito que reassumiu sem mandato já garantiu sua continuidade.

RESCALDOS

Depois das análises que fiz, do que escrevi, Alexandre Mesquita* manda este recado:

Uma Campus Party tem o poder de animar o ecossistema das novas tecnologias, dar oportunidades a novos talentos além de deixar o legado da inclusão digital através da implantação dos laboratórios includes.

Os Includes são laboratórios de robótica implantados nas periferias destinados a levar formação em tecnologia para os mais vulneráveis.

*Embaixador da Campus Party

Marcelo Branco conhecido ativista do software livre e das mídias digitais escreveu, falando das “Campus Party” que ajudou organizar, enviando fotos, vídeos, em especial da recém-realizada em Brasília, botando por terra as mentiras do South Summit.

Lembro que fui duramente criticado em jornal tradicional local, mas parece que o ataque fortaleceu minha tese que aqui se vive um MUNDO DE DESBUNDES.

ADELI SELL é professor, escritor e bacharel em Direito.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page