top of page

São José perde em Erechim e sai do G4 do Gauchão

O São José foi ao estádio Colosso da Lagoa na quinta-feira (09), em Erechim, enfrentar o Ypiranga, e saiu derrotado pelo placar de 3 a 1. Com uma atuação muito ruim (a pior da competição até agora), nos dois tempos da partida, o Zeca foi dominado pelo adversário. Se não fosse as defesas de Fábio Rampi, o placar poderia ter sido ainda maior.

O 1º tempo começou com maior volume de jogo do time da casa, porém sem grandes oportunidades claras de gol. O São José limitava-se a defender e tentar, sem sucesso, explorar a velocidade de Netto e Thaylon nos contra-ataques. A primeira chance do Ypiranga aconteceu em um lance casual aos 26 minutos: o atleta do Ypiranga cruzou da direita e a bola fez uma curva atingindo o poste do Fábio. Aos 32 minutos o contra-ataque do São José deu certo: Tayllon avançou do campo de defesa, invadiu a área e chutou cruzado para fora. Esse foi o único momento de perigo na primeira etapa a favor do Zeca. O Ypiranga seguiu na pressão e aos 41 minutos Fábio fez boa defesa em um chute da entrada da área. Apesar da maior ação ofensiva do Ypiranga o 1º tempo terminou 0 a 0.

O 2º tempo começou com um lance de ataque do Zeca. Logo no primeiro minuto Thayllon fez boa jogada e chutou forte de fora da área para uma grande defesa do goleiro Caíque. Depois disso a partida retomou o ritmo da primeira etapa, com o Ypiranga dominando e pressionando e o Zeca tentando surpreender em contra-ataques. Várias chances foram criadas pelo time da casa, com Fábio brilhando em muitos lances. Porém o primeiro gol nasceu em um lance acidental, aos 25 minutos: Patric cruzou da esquerda e a bola desviou em Lissandro, enganando o goleiro Fábio, abrindo o placar para o Ypiranga em 1 a 0. Logo em seguida o Ypiranga ampliou: Bruno Baio avançou com a bola e de fora da área chutou forte para marcar 2 a 0. Neste lance o zagueiro Bruno Jesus foi recuando ao invés de atacar a bola e permitiu o chute do atacante do Ypiranga. A partir daí o treinador Thiago Gomes fez alterações para o time ficar mais ofensivo, mas era o Ypiranga que continuava tendo as melhores oportunidades. Porém, aos 46 minutos o Zeca conseguiu descontar com um gol de Matheus Pivô, em cobrança de escanteio: 2 a 1. A esperança durou pouco, pois aos 49 minutos Leandro Córdova, em bela jogada, chutou cruzado de dentro da área para ampliar o placar e encerrar a partida. Final de jogo: Ypiranga 3 X 1 São José.

O São José começou a partida com Fábio; Tiago Pedra, Bruno Jesus e Ryan; Matheus Pivô, Lissandro, Marco e Marcelo; Netto, Thiago Santos e Tayllon. Ingressaram no jogo: Zé Andrade, Matheuzinho, Sillas, Neko e John.

O treinador Thiago Gomes começou a partida com uma formação inédita, colocando três zagueiros e dois volantes. Essa formação defensiva em nada contribuiu para conter o ímpeto ofensivo do Ypiranga. Os zagueiros do Zeca estavam em uma jornada ruim, especialmente Bruno Jesus. A ideia do contra-ataque não funcionou. Além disso o time perdeu o controle do meio-campo. Quando alterou já era tarde. O São José tem alternado escalações e esquemas de jogo a cada partida. Com a derrota o clube caiu para a sexta posição na tabela e precisa se recuperar urgentemente.

Na próxima rodada o Zeca vai enfrentar o Juventude no Passo D’Areia, segunda-feira (13) às 20 horas. O objetivo é vencer a primeira em casa, apagar a péssima atuação na última partida, e voltar ao G4 da competição. Por isso é importante que o torcedor compareça para empurrar o São José para a vitória. Avante, ZECA!!!


Jeferson Machado é professor de geografia em escolas privadas de Porto Alegre

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page