top of page

Visitando o Centro Histórico - Peristilos

Quem mora no Centro Histórico de Porto Alegre não conhece muitas coisas dele. Ou por não dar a atenção devida, ou simplesmente porque a vida é tão agitada que as pessoas não se dão conta do que existe.

Você certamente sabe o que é uma SACADA. Pois no Centro Histórico, na Rua dos Andradas, entre o Largo dos Medeiros (Ladeira - General Câmara) – e a Esquina Democrática (Borges de Medeiros) tem um conjunto de Sacadas, Sacadinhas e Sacadões de que falarei ainda aqui.

Já ouvir falar em PERISTILOS? Porto Alegre ainda tem os seus. Veja:

OS PERISTILOS DO CENTRO

Não são vias, nem ruas nem travessas, são passagens junto a ruas e edifícios. São uma espécie de galeria livre que passam por debaixo de construções, junto ao passeio.

Estes vãos para passantes, caminhantes, eram comuns, tanto que há ainda remanescentes na Avenida Borges de Medeiros, lado esquerdo da Rua José Montaury até a Avenida Salgado Filho, nos dois lados da Travessa Jornalista Francisco Leonardo Truda, na Riachuelo, da General Câmara até a Caldas Júnior, sendo que havia, nesta via, peristilos em parte dos dois lados ente a Avenida Borges de Medeiros e a General Câmara que foram gradeados. Uma pequena parte ainda se encontra livre para andar.

Peristilos gradeados. Rua Riachuelo, Centro Histórico de Porto Alegre


Isto aconteceu com outros peristilos por causa do medo, da insegurança, do preconceito quanto aos moradores de rua, numa espécie de adornamento de um espaço público como se fosse um recuo de jardim privado.

Na Rua Jerônimo Coelho. o Edifício Cristaleira, sede do INSS, ainda mantém a passagem (peristilo) e o vão livre vai até o número 51, pois, em seguida, temos um prédio histórico junto à calçada, que é a sede do Ministério Público: o Forte Apache.

Já no lado oposto, junto ao Largo João Amorim de Albuquerque, foi fechado, no edifício residência do ex-prefeito José Fortunati, conquanto do Edifício Borges de Medeiros na esquina com a Borges, há um vão livre por todo ele, mas do prédio do Grande Oriente em frente também já está gradeado.

Aqui, como fala bem o arquiteto Jan Gael, os cercamentos ofendem o caminhante, tornam a rua e a calçada mais insegura, com a visão de que para o ocupante do prédio seja mais seguro (para ele).


Veja aí em nosso site – www.zonanortejornal.com.br – e no Facebook do ZONA NORTE JORNAL matéria sobre a nossa Feira das Feiras, a Feira do Livro que completa 68 anos agora, no aniversário dos 250 anos de Porto Alegre.


Leitores e leitoras,

Aguardamos seu contato; 51.999335309 – adeli13601@gmail.com.br


ADELI SELL é escritor, professor, bacharel em Direito e Diretor do Zona Norte Jornal


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page